imagem em destaque - Gloss√°rio de seguro
Início Glossário de seguro

Gloss√°rio de seguro

Abaixo o gloss√°rio b√°sico com os principais termos utilizados nos contratos de seguro.

Nenhum termo foi encontrado.

Aceitação

Ato de aprovação, pelo segurador, de proposta efetuada pelo segurado para a cobertura de seguro de determinado(s) risco(s) e que servirá de base para emissão da apólice.

Acidente Pessoal

√Č o evento s√ļbito e involunt√°rio exclusivamente provocado por acidente, exclusivo e diretamente externo, s√ļbito, involunt√°rio e violento, causador de les√£o f√≠sica que, por si s√≥, e independente de toda e qualquer outra causa, tenha como conseq√ľ√™ncia direta a morte, ou invalidez permanente total ou parcial ou torne necess√°rio tratamento m√©dico.

Ades√£o

Termo utilizado para definir caracter√≠sticas do contrato de seguro – contrato de ades√£o – ato ou efeito de aderir. A maioria dos contratos de seguro s√£o contratos de ades√£o porque seus termos e condi√ß√Ķes s√£o elaborados pelo segurador e o segurado simplesmente adere ao contrato. Por essa raz√£o, contratos que apresentam ambig√ľidade s√£o interpretados pelos juizes a favor do segurado. Os contratos de seguro de massa s√£o considerados de ades√£o. Os contratos de seguro de riscos comerciais, industriais, mar√≠timos e de aeronaves n√£o s√£o mais chamados de ades√£o, uma vez que o pr√≥prio segurado negocia com o segurador inclus√£o de cl√°usulas na ap√≥lice. O contrato de resseguro n√£o √© um contrato de ades√£o j√° que ambas partes do pertencem √† mesma ind√ļstria e negociam as cl√°usulas que far√£o parte do contrato.

Aditivo

Condição suplementar incluída no contrato de seguro. Termo utilizado para definir instrumento do contrato de seguro utilizado para alterar a apólice sem, contudo, alterar a cobertura básica nela contida. O termo aditivo também é empregado no mesmo sentido de endosso.

Agravação

S√£o circunst√Ęncias que aumentam a intensidade (dimens√£o) ou a probabilidade (freq√ľ√™ncia) de um sinistro, independentes ou n√£o da vontade do segurado e que, dessa forma, indicam um aumento de taxa ou altera√ß√£o das condi√ß√Ķes normais de seguro.

An√°lise de Risco

Estudo t√©cnico que visa √† determina√ß√£o de condi√ß√Ķes e pre√ßo de seguro apropriados para a aceita√ß√£o, por parte da seguradora, de determinado seguro, com base na mensura√ß√£o dos riscos envolvidos.

Apólice

√Č o instrumento do contrato de seguro, o ato escrito que constitui a prova normal desse contrato e estabelece os direitos e obriga√ß√Ķes da companhia de seguros e do segurado.

An√°lise de Risco

Estudo t√©cnico que visa √† determina√ß√£o de condi√ß√Ķes e pre√ßo de seguro apropriados para a aceita√ß√£o, por parte da seguradora, de determinado seguro, com base na mensura√ß√£o dos riscos envolvidos.

Apólice

√Č o instrumento do contrato de seguro, o ato escrito que constitui a prova normal desse contrato e estabelece os direitos e obriga√ß√Ķes da companhia de seguros e do segurado.

Atu√°rio

Pessoa que utiliza complexos métodos matemáticos, normalmente com ajuda de computadores, para analisar a sinistralidade e outras estatísticas e desenvolver sistemas para cálculo dos prêmios futuros.

Aviso de Sinistro

Obrigação imposta ao segurado de comunicar a ocorrência do sinistro ao segurador, afim de que este possa acautelar seus interesses.

Benefici√°rio

Pessoa física ou jurídica em cujo proveito se faz o seguro.

Benefício

Import√Ęncia que o segurador deve pagar na liquida√ß√£o do contrato e que consiste em um capital ou uma renda.

Bilhete de Seguro

√Č um documento jur√≠dico, emitido pelo segurador ao segurado, que substitui a ap√≥lice de seguro, tendo mesmo valor jur√≠dico da ap√≥lice e que dispensa o preenchimento da proposta de seguro.

Boa Fé

√Č a convic√ß√£o ou persuas√£o de ter agido dentro da lei, ou de estar por ela amparado. O contrato de seguro √© de estrita boa f√©.

B√īnus

Desconto concedido ao segurado em função de seu histórico de sinistros.

Cancelamento

O contrato de seguro s√≥ pode ser cancelado se houver concord√Ęncia de ambas as partes do contrato. O pedido de cancelamento pode partir do segurado ou do segurador. Em face de dispositivo legal inclu√≠do nas ap√≥lices de seguro, o cancelamento da ap√≥lice poder√° ocorrer em fun√ß√£o da falta de pagamento de pr√™mio (verificar legisla√ß√£o SUSEP). anula√ß√£o do contrato ou pelo pagamento de indeniza√ß√£o pela perda total do bem segurado.

Capital Segurado

Termo utilizado pelo segurador pra definir o valor do seguro no Seguro de Vida e Acidentes Pessoais.

Carência

Período durante o qual a sociedade está isenta de qualquer responsabilidade indenizatória, pela morte do segurado.

Carregamento do Prêmio

Sobrecarga adicionada ao prêmio puro para cobertura dos gastos de aquisição dos negócios, despesas de gestão da sociedade e remuneração do capital empregado.

Certificado de Seguro

Nos seguros em grupo, é o documento expedido pela sociedade seguradora provando a existência do seguro para cada indivíduo componente do grupo segurado.

Cl√°usula

Disposição particular. Parte de um todo que é o contrato.

Cl√°usula Adicional

Cl√°usula suplementar, adicionada ao contrato, estabelecendo condi√ß√Ķes suplementares.

Comiss√£o

Modo de pagamento empregado pelas sociedades seguradoras para remunerar o trabalho dos corretores de seguros.

Comiss√£o de Resseguro

Percentagem que o ressegurador paga ao segurador, pela cess√£o, total ou parcial, do seguro.

Contrato de Resseguro

Documento onde se estabelecem as obriga√ß√Ķes rec√≠procas da cedente e do ressegurador relativas ao neg√≥cio ressegurado. Tamb√©m √© conhecido como tratado.

Corretor de Seguros

Termo que define pessoa física devidamente credenciada por meio de curso e exame de habilitação profissional, autorizada pelos órgãos competentes a promover a intermediação de contrato de seguros e sua administração.

Cosseguro

Divis√£o de um risco segurado entre v√°rios seguradores, ficando cada um deles respons√°vel direto por uma quota-parte determinada do valor total do seguro.

Dano

Preju√≠zo sofrido pelo segurado e indeniz√°vel de acordo com as condi√ß√Ķes da ap√≥lice.

Den√ļncia

Base de processo administrativo para verifica√ß√£o de infra√ß√Ķes cometidas pelas sociedades de seguros.

Depreciação

Diz-se que há depreciação quando um bem, móvel ou imóvel, sofre redução em seu valor.

Dolo

√Č uma falta intencional para ilidir uma obriga√ß√£o.

Dupla Indenização

Cl√°usula adicional ao contrato de seguro de vida estipulando o pagamento de mais 100% do capital segurado, se a morte do segurado ocorrer em conseq√ľ√™ncia de um acidente coberto pela ap√≥lice.

Endosso

Modo pelo qual o segurador formaliza qualquer alteração numa apólice de seguro.

Estipulante

√Č o terceiro interveniente ao contrato de seguro que representa um grupo segurado.

Evento

Termo que define sinistro ou acontecimento previsto e cobertura ou não no contrato, que resulta em dano para o segurado. ex. incêndio, roubo etc.

Extinção do Contrato

O contrato de seguro extingue-se normalmente na data do seu vencimento, fixada na apólice ou quando é paga indenização pelo seu todo pelo segurador.

Força Maior

Acontecimento inevitável e irresistível.

Formul√°rio de Aviso de Sinistro

√Č o formul√°rio utilizado para registrar as principais informa√ß√Ķes sobre o acidente.

Foro

√Č o lugar onde se administra a Justi√ßa.

Foro Competente

Normalmente é o do domicílio do réu.

Franquia

Termo utilizado pelo segurador para definir valor calculado matematicamente e estabelecido no contrato de seguro, até o qual ele não se responsabiliza a indenizar o segurado em caso de sinistro.

Import√Ęncia Segurada

√Č o valor monet√°rio atribu√≠do ao patrim√īnio ou √†s conseq√ľ√™ncias econ√īmicas do risco sob a expectativa de preju√≠zos, para o qual o segurado deseja a cobertura de seguro, ou seja, √© o limite de responsabilidade da seguradora, que, nos seguros de coisas, n√£o dever√° ser superior ao valor do bem.

Indenização

Reparação do dano sofrido pelo segurado.

Jurisprudência

Modo uniforme pelo qual os tribunais interpretam e aplicam determinadas leis.

Limite Máximo de indenização

√Č o valor m√°ximo da indeniza√ß√£o contratada para cada garantia.

Limite Técnico

√Č o valor b√°sico da reten√ß√£o, que a companhia de seguros deve adotar em cada ramo ou modalidade que operar, fixado pela ci√™ncia atuarial.

Liquidação de Sinistros

Expressão usada para indicar, nos seguros dos ramos elementares, o processo para apuração do dano havido em virtude da ocorrência do sinistro, suscetível de ser indenizado.

Litígio (Litigation)

√Č o processo de se efetivar uma a√ß√£o judicial.

Má Fé

Agir de modo contr√°rio √† lei ou ao direito, fazendo-o propositadamente a m√° f√©, considerada e consubstanciada na legisla√ß√£o de quase todos os pa√≠ses, assume, nos contratos de seguros, excepcional relev√Ęncia.

Morte Volunt√°ria

√Č a que o segurado procura por sua livre vontade. De acordo com o art. 1440, par√°grafo √ļnico do C√≥digo Civil Brasileiro, s√£o assim consideradas a morte recebida em duelo e o suic√≠dio premeditado por pessoa em seu ju√≠zo. A legisla√ß√£o brasileira n√£o admite o seguro de tais riscos.

M√ļtuo

V√°rias pessoas associadas para, em comum, suportarem o preju√≠zo que a qualquer delas possa advir, em conseq√ľ√™ncia do risco por todas corrido.

N√£o-Proporcional

Termo genérico que indica as formas de resseguro de Excesso de Danos e Stop Loss

Natureza do Risco

√Č um documento de cobran√ßa que acompanha as ap√≥lices e endossos remetidos ao banco cobrador.

Negligência

√Č a omiss√£o, descuido ou desleixo no cumprimento de encargo ou obriga√ß√£o. √Č, no seguro, considerada especialmente na preven√ß√£o do risco ou minora√ß√£o dos preju√≠zos.

Nota de Seguro

√Č um documento de cobran√ßa que acompanha as ap√≥lices e endossos remetidos ao banco cobrador.

Objeto do Seguro

√Č a designa√ß√£o gen√©rica de qualquer interesse segurado, sejam coisas, pessoas, bens, responsabilidades, obriga√ß√Ķes, direitos ou garantias.

Operadoras de Administração de Planos

S√£o aquelas que trabalham preferencialmente com planos auto segurados, que s√£o planos coletivos, normalmente com elevado n√ļmero de usu√°rios, onde o risco n√£o √© transferido para terceiros, sendo o custo total da assist√™ncia m√©dica assumido pela entidade patrocinadora do plano, geralmente o empregador. Essas empresas n√£o assumem o risco do plano, mas administram todas as formas de presta√ß√£o de servi√ßos m√©dico – hospitalares, cobrando uma taxa de administra√ß√£o.

Operadoras de Auto Gest√£o

São empresas que praticam o auto seguro, só que neste caso, a própria empresa patrocinadora do benefício define sua estrutura operacional e gerencial, inclusive no que se refere à estruturação de recursos próprios (ambulatórios, clínicas, etc), montagem de rede credenciada e sistemas informatizados, sendo responsável por toda administração do plano.

Penalidade

San√ß√£o prevista em lei, regulamento ou contrato para certo e determinados casos. O segurador est√° sujeito √† aplica√ß√£o de certas penalidades por descumprimento das obriga√ß√Ķes decorrentes dos contratos de seguros.

Perda Total

Dá-se a perda total do objeto segurado, quando o mesmo perece completamente ou quando se torna, de forma definitiva, impróprio ao fim a que era destinado.

Plano de Sa√ļde

D√° cobertura aos riscos de assist√™ncia a sa√ļde atrav√©s de servi√ßos pr√≥prios ou credenciados.

Prazo Curto

√Č assim chamado o seguro feito por prazo inferior a um ano.

Prêmio

√Č a soma em dinheiro, paga pelo segurado ao segurador, para que este assuma a responsabilidade de um determinado risco.

Prêmio Adicional

√Č um pr√™mio suplementar, cobrado em certos e determinados casos.

Prêmio Fracionado

√Č o pr√™mio anual, dividido em parcelas para efeito de pagamento.

Prêmio Mínimo

Prêmio que a cedente garante ao ressegurador sobre um risco facultativo ou um contrato. Na fase de cálculo definitivo, o prêmio mínimo é considerado, de qualquer maneira, ganho pelo ressegurador, mesmo se exceder o efetivamente devido.

Prêmio Não Ganho

√Č o montante em dinheiro que a seguradora ter√° que devolver em cada ap√≥lice se a mesma fosse cancelada.

Prêmio Puro

√Č o pr√™mio calculado pelo segurador para uma determinada cobertura ou conjunto de coberturas para fazer face ao pagamento da indeniza√ß√£o ao segurado.

Preposto

Título utilizado por pessoa física devidamente credenciada por Corretor de Seguros junto à SUSEP, autorizada a promover intermediação de contratos de seguros em nome e sob responsabilidade do primeiro. Preposto de Corretor.

Pro-Rata

Diz-se do prêmio do seguro, calculado na base dos dias do contrato.

Probabilidades

Diz-se da possibilidade de realização de um determinado evento. A probabilidade pode ser matemática ou estatística.

Proposta

Fórmula impressa, contendo um questionário detalhado, que deve ser preenchida pelo segurado ao candidatar-se ao seguro.

Pulverização do Risco

Distribui√ß√£o do seguro, por um grande n√ļmero de seguradores, de modo a que o risco, assim disseminado, n√£o venha a constituir, por maior que seja a sua import√Ęncia, perigo iminente para a estabilidade da carteira.

Rateio

√Č a cl√°usula do seguro de Ramos Elementares que obriga o segurador, em caso de sinistro, a pagar o preju√≠zo, de maneira proporcional ao valor real dos bens.

Registro Geral de Apólices

Livro onde são inscritas as apólices emitidas pelas sociedades seguradoras.

Regulador de Sinistros

√Č a pessoa f√≠sica ou jur√≠dica, tecnicamente habilitada, encarregada pelas Seguradoras e/ou Resseguradores de efetuar as vistorias dos bens sinistrados, bem como elaborar o levantamento dos preju√≠zos sofridos em decorr√™ncia do sinistro, indicando a causa, natureza e extens√£o das avarias. Tamb√©m √© respons√°vel pela verifica√ß√£o da cobertura do sinistro de acordo com os termos da ap√≥lice.

Reintegração

Um contrato de resseguro de excesso de danos pode prever que, em caso de sinistro, o limite de cobertura de resseguro seja reintegrado. Essa reintegra√ß√£o corresponde ao limite de resseguro acordado. O n√ļmero de reintegra√ß√Ķes pode ser limitado ou ilimitado, com ou sem o pagamento de um pr√™mio adicional.

Ren√ļncia a Sub-Roga√ß√£o

Acordo que estabelece que uma pessoa ou organiza√ß√£o n√£o responsabilizar√° uma outra por reclama√ß√Ķes.

Reserva de Riscos N√£o Expirados

√Č uma reserva legal que reflete o montante em dinheiro que a companhias de seguros teria que devolver se todos os segurados cancelassem imediatamente todos os seus seguros.

Reserva de Sinistros

√Č a melhor estimativa atual, feita pela companhia de seguros, do valor monet√°rio total que ser√° pago no futuro por um sinistro que j√° tenha ocorrido.

Reserva de Sinistros Ocorridos e N√£o Avisados

√Č a import√Ęncia retirada dos pr√™mios pagos, que se capitaliza para a cobertura de sinistros ocorridos mas n√£o avisados √†s Seguradoras.

Reserva Matem√°tica

√Č a import√Ęncia retirada dos pr√™mios pagos, que se capitaliza para a cobertura dos riscos que faltam ocorrer.

Reserva Técnica

Termo utilizado para definir valores matematicamente calculados pelo segurador, com base nos prêmios recebidos dos segurados, para garantia dos pagamentos eventuais dos riscos assumidos e não expirados. ex.: Reserva de Sinistros a Liquidar.

Ressarcimento

√Č o reembolso, a que a seguradora tem direito, de uma indeniza√ß√£o paga ao segurado, conseq√ľente de evento danoso provocado culposamente por algu√©m.

Ressegurador

√Č aquele que aceita, em resseguro, as cess√Ķes feitas pelo segurador direto.

Resseguro

Operação pela qual o segurador, com o fito de diminuir sua responsabilidade na aceitação de um risco considerado excessivo ou perigoso, cede a outro segurador uma parte da responsabilidade e do prêmio recebido.

Retenção

√Č o valor b√°sico da reten√ß√£o, que a companhia de seguros deve adotar em cada ramo ou modalidade que operar, fixado pela ci√™ncia atuarial.

Retrocess√£o

Operação feita pelo ressegurador e que consiste na cessão de parte das responsabilidades por ele aceitas a outro, ou outros resseguradores.

Risco

√Č o evento incerto ou de data incerta que independe da vontade das partes contratantes e contra o qual √© feito o seguro. O risco √© a expectativa de sinistro. Sem risco n√£o pode haver contrato de seguro.

Salvados

S√£o as coisas com valor econ√īmico que escapam ou sobram do sinistro.

Segurador

Empresa legalmente constituída para assumir e gerir riscos, devidamente especificados no contrato de seguro

Seguro

Denomina-se contrato de seguro aquele que estabelece para uma das partes, mediante recebimento de um pr√™mio da outra parte, a obriga√ß√£o de pagar a esta, ou √† pessoa por ela designada, determinada import√Ęncia, no caso da ocorr√™ncia de uma evento futuro e incerto ou de data incerta, previsto no contrato.

Seguro de Acidentes Pessoais

√Č o que garante o pagamento de quantia determinada e o reembolso das despesas m√©dicas, hospitalares, no caso de morte, incapacidade total ou tempor√°ria do segurado, num acidente. Os contratos de seguro podem ser individuais e coletivos.

Seguro de Vida

√Č aquele em que a dura√ß√£o da vida humana serve de base para o c√°lculo do pr√™mio devido ao segurador para que este se obrigue a pagar ao benefici√°rio do seguro um capital ou uma renda determinados, por morte do segurado ou no caso de o segurado sobreviver a um prazo convencionado.

Seguro em Grupo

√Č o seguro feito coletivamente no seguro de vida e acidentes pessoais. √Č um contrato global, ajustado por estipulante, empregador, clube, etc, em favor de muitas pessoas, o qual se reparte em tantos contratos distintos quantos s√£o as pessoas seguradas.

Seguro Sa√ļde

O seguro sa√ļde d√° cobertura aos riscos de assist√™ncia m√©dica e hospitalar garantindo o pagamento dos procedimentos efetuados em nome do segurado, diretamente ao prestador do servi√ßo m√©dico/hospitalar ou reembolsando este na quantia estipulada na ap√≥lice.

Seguro Social

Seguro que tem por fim proteger as classes economicamente mais fracas contra certos e determinados riscos (doença, velhice, invalidez e acidentes do trabalho).

Seguros Privados

Um dos grandes grupos em que se divide inicialmente o seguro, em sua classificação geral.

Sinistro

Termo utilizado para definir em qualquer ramo ou carteira de seguro, o acontecimento do evento previsto e coberto no contrato.

Stop Loss

Forma de resseguro cuja fun√ß√£o √© equilibrar o resultado das opera√ß√Ķes de um ramo, limitando o impacto financeiro causado √† cedente pelo comportamento negativo ou devido a exposi√ß√Ķes de riscos incontrol√°veis ou imprevis√≠veis. O ressegurador fornece cobertura depois de ser atingida uma certa sinistralidade, at√© um limite combinado. Prioridade e limite m√°ximo de cobertura s√£o fixados de acordo com o volume de pr√™mios ressegurados.

Sub-Rogação

A sub-roga√ß√£o tem lugar no seguro quando, ap√≥s o sinistro e paga a indeniza√ß√£o pelo segurador, este substitui o segurado nos direitos e a√ß√Ķes que o mesmo tem de demandar o terceiro respons√°vel pelo sinistro.

T√°bua de Mortalidade

Quadro que apresenta para um n√ļmero determinado de indiv√≠duos, a probabilidade de morte ou de sobreviv√™ncia, nas diversas idades.

Tarifa

Rela√ß√£o das taxas correspondentes a cada classe de risco. √Č de acordo com a taxa constante da tarifa que o segurador calcula o pr√™mio relativo ao seguro que lhe √© proposto.

Valor do Seguro

Import√Ęncia dada ao objeto do seguro, para efeitos de indeniza√ß√£o e pagamento do pr√™mio.

Newsletter

Fique por dentro

Cadastre seus dados e receba gratuitamente nossas publica√ß√Ķes e informa√ß√Ķes sobre seguro e mercado financeiro.